Dengue, zika e chikungunya
Versão para celular

Aedes aegypti: saiba como age e os perigos da proliferação do transmissor de três doenças


Contra a dengue, zika e chikungunya é preciso combater o mosquito.


Reconhecer o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya, é importante para que ele seja eliminado do ambiente. E mais que identificá-lo, é preciso também controlar sua proliferação, evitando assim que novos mosquitos se desenvolvam. Por isso que é necessário eleger dias fixos da semana para vistoriar potenciais criadouros do mosquito em casa.


Segundo a referências, o Aedes aegypti é pequeno, possui em média 0,5 cm e se caracteriza pela cor preta e riscos brancos no dorso, pernas e cabeça.


Em média, cada mosquito vive em torno de 30 dias, e a fêmea pode colocar entre 150 e 200 ovos.


Ela coloca os ovos na superfície de recipientes que possam acumular água, como latas e garrafas vazias, pneus, calhas, caixas d’água descobertas, pratos de planta e vasilha de animais domésticos.


“Os ovos podem ficar por mais de um ano nesses locais e assim que entrar em contato com a água, em um ou dois dias o ovo eclode. Após isso, a larva, que é o primeiro estágio do mosquito, vai para a água e daí por diante ele completa sua evolução, estando pronto para sair no ambiente”,


Prevenção


Para se prevenir contra a dengue, zika e chikungunya é preciso combater o mosquito, não deixando água parada e eliminar locais e recipientes que sirvam de criadouros do vetor. Por isso, a Secretaria de Estado da Saúde convoca a população para eleger um dia fixo da semana para vistoriar em casa esses locais, isso porque, o ciclo evolutivo do mosquito dura, em média, de cinco a sete dias.


Se a pessoa elegeu o sábado para fazer a vistoria, ela precisa fazer a limpeza sempre nos sábados. Pois, se numa semana ela fez a vistoria no sábado e na outra deixou para fazer na segunda-feira, por exemplo, já se passou o período evolutivo e novos mosquitos podem ter surgido.


A vistoria em casa e no quintal facilita a identificação de locais e medidas que podem passar despercebidas, mas são importantes para eliminar os focos do mosquito.Confira abaixo algumas dicas de prevenção:


- Mantenha fechadas as tampas de vasos sanitários e de ralos pouco usados, como os de áreas de serviço e de lazer, que tenham a possibilidade de acumular água;


- Se for viajar, feche também os ralos dos banheiros e a tampa dos vasos sanitários;


- Mantenha o quintal sempre limpo, jogando fora o que não é utilizado;


- Deixe o quintal sempre bem varrido, eliminando recipientes que possam acumular água, como tampinha de garrafa, folhas, sacolas plásticas etc.;


- Tampe tonéis, caixas d’água e qualquer tipo de recipiente que possa reservar água;


- Certifique-se de que as lonas de cobertura estejam bem esticadas para não haver acúmulo de água;


- Não deixe acumular água nos vasos de plantas;


- Elimine os pratos dos vasos de plantas;


- Mantenha a bandeja que fica atrás da geladeira limpa e sem água;


- Coloque garrafas vazias de cabeça para baixo;


- Se por algum motivo tiver pneus no quintal, mantenha-os secos e abrigue-os em local coberto, ou descarte-os corretamente se não tiverem utilidade;


- Escove bem as bordas dos recipientes (vasilha de água e comida de animais, tonéis, caixas d’água) e mantenha-os sempre limpos;


- Antes de viajar, tire a água dos vasos de plantas e guarde a vasilha de água e de comida dos animais de estimação se não houver ninguém para tomar conta da casa.


Você está bem informado sobre os modos de prevenção? faça seu teste no site do IG:


http://ultimosegundo.ig.com.br/igvigilante/2016-02-22/voce-esta-bem-informado-sobre-dengue-zika-e-chikungunya.html

Avaliação da notícia:
PessimoRuimBomÓtimoExcelente
total de votos:

Galeria de fotos  

Comentários:
Nenhum comentário cadastrado no momento!