NOTÍCIAS

Junho Vermelho é campanha que ocorre durante todo o mês de junho e tem como objetivo conscientizar a população acerca da importância da doação de sangue. O Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas (HE UFPel) utiliza o Banco de Sangue da Santa Casa de Misericórdia de Pelotas para atendimento a seus pacientes.


Atualmente, o Serviço Hemoterapia da Santa Casa recebe uma média de 700 doações por mês, disponibilizando seu banco de sangue para outras instituições de saúde como Hospital Miguel Piltcher, Hospital Clinicanp, além do próprio HE UFPel.


A enfermeira responsável pelo Banco de Sangue, Evelyn Soares, explica mais sobre a importância de doar, em especial as pessoas de grau sanguíneo negativo, os quais são mais raros e possuem estoque reduzido dentro do banco: “As doações permanentes são necessárias para mantermos nossos estoques. Hoje temos um número bem baixo de doadores voluntários, a maioria doa para alguém específico, mas são esses doadores voluntários que mantém nosso estoque”, explicou ela, que destacou que com uma doação, se pode salvar até quatro vidas.


Para doar sangue é necessário:


Dormir no mínimo 6 horas na noite anterior;

Estar bem de saúde;

Ter idade entre 18 e 69 anos, 11 meses e 29 dias;

Autorização dos pais no caso de doação de menores de 18 anos (entre 16 e 17 anos e 11 meses);

Pesar mais de 50kg;

Não ser usuário de drogas;

Não estar grávida ou amamentando;

Não ter efetuado contato sexual com pessoas que tenham comportamento de risco para doenças transmissíveis pelo sangue;

Estar bem alimentado, observando o intervalo mínimo de 2 horas após o almoço e 1 hora após o café ou lanche, não ultrapassando 4 horas sem alimentação;

Portar documento original com foto;

Não fumar duas horas antes da doação;

Não ingerir bebidas alcoólicas 12 horas antes da doação.

Existe uma janela de 60 dias entre as doações de homens (máximo de quatro doações num período de um ano), que para as mulheres duram 90 dias (máximo de três doações no período de um ano). Também há uma janela imunológica, que é o período em que uma doença infecciosa possa ser diagnosticada através de exames de laboratório. Para evitar que as pessoas nessa janela doem sangue, são realizadas entrevistas detalhadas com os pacientes.


Ao ser aprovado na entrevista, é realizada a doação, que pode durar de 5 a 15 minutos. Este sangue é separado em diferentes componentes, como hemácias, plaquetas, plasma e crioprecipitado, podendo assim, uma doação beneficiar mais de um paciente.


Após a doação, é preciso tomar cuidados, evitando práticas como:


Flexionar o braço em que realizou a doação;

Fumar por duas horas devido à possibilidade de repercussões cardiovasculares;

Ingerir bebidas alcoólicas por 12 horas;

Exercer esforço físico durante o dia da doação;

Exercer atividades de risco como: operar máquinas de corte ou prensa e dirigir veículos coletivos por 12 horas; trabalhar em andaimes ou saltar de paraquedas por 24 horas; fazer pressões fortes, dobrar o braço ou tentar levantar objetos pesados com o braço utilizado para o recolhimento do sangue.

Caso ocorrer sangramento no local da punção venosa, reaplicar pressão direta até que cesse.



PÁG. ANTERIOR
Compartilhe:


Confira também: